Hipertensão

por adm — publicado 27/04/2015 12h50, última modificação 27/04/2015 12h50
O Tocantins possui mais de 75 mil hipertensos, segundo a Sesau.

O Estado do Tocantins tem atualmente mais de 75 mil hipertensos, segundo levantamento da Secretaria Estadual de Saúde. Dia 26 de abril se comemora o “Dia Nacional de Prevenção e Combate a Hipertensão Arterial” e no estado o número de pessoas que descobriu a doença cresceu no último ano, quando foram registrados quase dois mil novos casos.

Palmas lidera o ranking com aproximadamente 11 mil pessoas que sofrem com a doença. Entre alguns sintomas estão à dor de cabeça, falta de ar, palpitações, mal estar, cansaço. Segundo o cardiologista Rogério José Ferreira, a hipertensão é uma doença hereditária, crônica e sem cura que afeta as artérias dificultando a passagem do sangue a órgãos como coração.

Ainda segundo o cardiologista, apesar de ser mais comum em pessoas mais velhas não existe idade específica para uma pessoa adquirir os sintomas. “Em crianças a porcentagem de surgimento da hipertensão é em torno de 5 %, no adulto jovem em torno 25% e no idoso a partir dos 60 anos existe cerca de 50% ou mais”, afirma Rogério Ferreira.

Sem o devido cuidado, a hipertensão pode levar a um acidente vascular cerebral (AVC), infarto, insuficiência renal a até cegueira. “Tomar aquelas medidas importantes como ter uma atividade física regular, alimentação saudável, não fumar, combater o stress é o segredo para ter uma pressão controlada”, explica ainda o cardiologista.

Fonte: TV Anhanguera/G1 Tocantins - http://g1.globo.com/to/tocantins