Saúde apresenta atualização do calendário de vacinação a municípios

por crt publicado 02/03/2017 15h11, última modificação 02/03/2017 15h11

“Estavámos precisando, pois cada ano tem mudanças e se a gente não se atualizar não tem como trabalhar direito e a população fica sem a assistência devida”. A declaração da técnica de sala de vacina em Brejinho de Nazaré, Maria Ramalho Lopes, retrata o sentimento dos servidores de 81 municípios da Região Sul e Central do Estado, que estão participando da Reunião de Atualização do Calendário Nacional de Vacinação 2017. O evento ocorre nessa quarta e quinta-feira, 8 e 9, respectivamente, no auditório da Universidade Estadual do Tocantins, em Palmas.

Assim como Maria, o coordenador do sistema de informação da saúde no município de Pium, Hyuri Cordeiro de Moraes, destacou que “é sempre muito boas as atualizações oferecidas pelo Estado e isso agrega, para nós, uma vez que com a transição de gestão outros funcionários são contratados e requer atualização com uma inovação de filosofia de trabalho. Aqui estamos conhecendo o calendário anual de vacinação e com isso poderemos nos programar. Quanto ao sistema de informação, as formas de operação por parte nossa e dos técnicos nas salas de vacina, sendo bem elencadas, podem evitar problemas futuros”, disse.

A atualização será oferecida a todos os municípios, a próxima já agendada para acontecer entre os dias 14 e 17 deste mês, em Araguaína, quando serão contemplados os 58 demais municípios que compõem a região Norte e Extremo Norte do Tocantins.

Segundo a enfermeira da Gerência Estadual de Imunização, Greicy Rivello, entre as mudanças estão a inclusão de meninos no calendário vacinal contra o vírus HPV e a inclusão de meninas e meninos de 12 e 13 anos no esquema de vacina contra a meningite. A vacina tríplice viral também teve ampliação da faixa etária para adultos, que era de até 19 anos e passa a ser oferecida a adultos de até 29 anos, em duas doses. 

A vacina tetraviral que era oferecida somente a crianças menores de dois anos, agora passa a ser oferecida a crianças menores de cinco anos. A mesma regra vale para a vacina contra a hepatite A, que também será oferecida a crianças menores de cinco anos. Por fim, a vacina DTP A, que era administrada em gestantes a partir de 27 semanas, agora pode ser iniciada a partir da 20ª semana gestacional.

 

 

Via: Portal do Tocantins