Remédio inédito para atrofia muscular espinhal é liberado

por crt publicado 28/08/2017 10h58, última modificação 28/08/2017 10h58
Anvisa vai publicar autorização para comércio do Spinraza na próxima segunda-feira (28)
Remédio inédito para atrofia muscular espinhal é liberado

Um em cada dez mil bebês é acometido pela atrofia

Na próxima segunda-feira (28), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) vai liberar o registro do medicamento Spinraza, essencial para o tratamento de pacientes com atrofia muscular espinhal.

Com a medida da Anvisa, a solução injetável será comercializada no País. A doença neuromuscular autossômica impede os movimentos do corpo e até mesmo a respiração. Um em cada dez mil bebês é acometido pela atrofia. 

A atrofia provoca a degeneração de neurônios motores da coluna vertebral que até então não tinham tratamento terapêutico no Brasil. O processo de registro do medicamento recebeu prioridade de análise assim que foi protocolado junto à Anvisa.

"É um medicamento que muda a história da AME, dando uma possibilidade concreta de melhora significativa na qualidade de vida dos portadores dessa doença", ressalta o diretor-presidente da Anvisa, Jarbas Barbosa.

O Spinraza passou por testes de estabilidade, que avaliam o período de validade do produto, além de uma avaliação das características demográficas do remédio, que testa a eficácia do remédio, conforme o perfil populacional.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Anvisa