Mais de 60 cidades do Tocantins entram em estado de alerta para baixa umidade

por crt publicado 07/08/2017 08h55, última modificação 07/08/2017 08h55
Todos os outros municípios estão em estado de atenção. Umidade pode chegar a 12% em algumas cidades, mínimo recomendado pela OMS é de 60%.
Mais de 60 cidades do Tocantins entram em estado de alerta para baixa umidade

Baixa umidade atinge diversas cidades no Tocantins (Foto: Clóvis Cruvinel/Divulgação)

Mais de 60 cidades do Tocantins entraram em estado de alerta para baixa umidade relativa do ar. O percentual pode chegar a 12% em alguns municípios. O mínimo recomendado pela Organização Mundial da Saúde é de 60%. Todas as outras regiões do estado também estão com os índices abaixo do recomendado, entre 21% e 30%, considerado estado de atenção.

A informação é do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). A metade sul do território está com alerta laranja do instituto e todo o restante tem alerta amarelo. A orientação para a população é de evitar atividades ao ar livre nos horários mais quentes do dia, entre 11h e 15h, beber muita água para se manter hidratado, usar protetor solar e evitar ações que possam provocar queimadas, que agravam ainda mais a situação neste período do ano.

A lista completa das cidades afetadas pode ser conferida no site do instituto. Palmas, Gurupi, Porto Nacional e Paraíso do Tocantins são as maiores cidades afetadas. As temperaturas máximas na região podem chegar a até 35ºC. O alerta laranja também vale para partes de Goiás e do Mato Grosso.

O Tocantins já teve quase 5 mil focos de queimadas em 2017 e está em terceiro lugar no ranking nacional, atrás de Mato Grosso e do Pará. Até mesmo áreas de preservação e terras indígenas foram afetadas. Na região oeste do estado, na ilha do Bananal, os brigadistas estão usando fogo controlado no combate às chamas que atingem a vegetação.

Fonte: G1 Tocantins